TaeKwonDo Página em permanente construção* como nós!

Desporto criado há apenas ½ século: TaeKwondo

Mestre ANDRÉ ALEX LIMA

Revela, dos Estados Unidos:

 

Taekwondo foi criado,

na metade do Sec.XX.

a partir das técnicas do Karate

 

Jogada de marketing do governo coreano para

aproveitar a visibilidade dos Jogos Olímpicos de Seul.

 

A verdadeira história do Taekwondo:

Fonte: http://tkdlivre.com

http://www.tkdlivre.com/index.php?pagina=artigo_texto&id=0334

Editado por André Marachin http://www.karatesul.com.br/a-verdadeira-hist-ria-do-taekwondo-e-sua-liga-o-como-karate/

 ANDRÉ ALEX LIMA FALA SOBRE A HISTÓRIA DO TAEKWONDO NO MUNDO

Tkdlivre - A sua primeira entrevista despertou enorme interesse no que diz respeito a farsa histórica e problemas no ensino do TKD. Desta vez gostaríamos que você entrasse em detalhes nestes assuntos.

André Alex - Antes de tudo, gostaria de esclarecer que este assunto é delicado; vai chocar muitos e afetar crenças. Vou revelar o que foi oculto pelos pioneiros do TKD e que acabou virando uma bola de neve gigantesca. Entramos em uma era em que o acesso à informação dá às pessoas uma oportunidade a mais para escapar à alienação: uma doença contagiante que limita muitos praticantes de TKD, um esporte atrativo, exótico e apaixonante, razões pelas quais os iniciantes e faixas pretas inexperientes são alvos fáceis da lavagem cerebral. Infelizmente o TKD foi construído de mentiras. De um lado, ensina as crianças e adolescentes sobre a cortesia, integridade, perseverança, autocontrole, espírito indomável, e do outro lado é pura hipocrisia, venda de faixas, roubalheira de juízes, farsas históricas e alguns grão-mestres salafrários. Está longe de ser perfeito, muito menos cientifico.

Tkdlivre - Você inicia essa explanação de forma muito dura. Atualmente, como você o vê no aspecto desportivo?

Atualmente está atravessando uma crise de identidade, corrupção e perda de credibilidade, causada pela desonestidade dos árbitros e dos dirigentes. A boa noticia é que tem potencial para dar a volta por cima: o primeiro passo para superar esta crise e desmascarar a farsa histórica.

O TKD e uma arte jovem, teve a sua origem há cerca de 60 anos como uma variação direta do caratê durante a ocupação japonesa, mas foi exportado para o mundo como uma arte marcial autentica desenvolvida lentamente durante dois mil anos e que de repente se tornou esporte olímpico.

Tkdlivre - Por que os coreanos falsificaram a origem do TKD, inventando uma historia de antiguidade?

O que os coreanos fizeram era muito comum entre os governos ditadores daquela época; manipulavam a verdade e tentavam falsificar a historia para tomar vantagem de situações ou simplesmente justificar injustiças. O desenvolvimento do TKD ocorreu dentro do regime de 3 presidentes ditadores que ocuparam o poder durante 40 anos e apoiaram o desenvolvimento de um esporte o qual os coreanos dominariam, alem de trazer ao país reconhecimento e prestigio internacional. O grande problema que enfrentaram no decorrer deste projeto foi tentar apagar os registros da verdadeira origem que está no Japão e que foi a maior dor de cabeça da historia coreana no século XX, o governo da Coréia do Sul e a WTF investiram milhões, controlaram e apoiaram a difusão de uma historia fictícia sobre o passado do TKD, com o objetivo de construir uma reputação, dar autenticidade e pedigree ao esporte que se tornaria símbolo de uma nação.

Tkdlivre - Quais foram os verdadeiros fatos históricos que tiveram influencia na criação do TKD?

A verdadeira origem do TKD se encontrou na ocupação Japonesa entre 1910 e 45. Portanto, é importante conhecer o cenário político e social que atravessou a Coréia, para se compreender claramente os acontecimentos que culminaram com a criação do TKD. Eu pesquisei a historia desde 1875, quando foi assinado o ´Tratado de Ganghwa` entre o Japão e Coréia. Esse tratado comercial de cooperação foi o primeiro sinal de intromissão Japonesa na política interna coreana. Essa intromissão foi crescendo até que em 1895 os Japoneses assassinaram a Imperatriz coreana Myeongseong, ela representava um obstáculo aos verdadeiros interesses que os Japoneses escondiam por trás da falsa ajuda que estavam oferecendo aos vizinhos coreanos, os quais atravessavam uma fase de problemas internos, desemprego e grave crise econômica. Os Japoneses tomaram proveito dessa ma fase do vizinho e iniciaram a ocupação pacificamente em 1909, quando enviaram milhares de soldados para controlar as ruas e fortificar as instalações oficiais do governo coreano sob o pretexto de estarem ajudando a nação amiga a se reorganizar e a combater a criminalidade. No inicio parecia verdade. Até que em 1910 deram o golpe traiçoeiro e tomaram o poder, anexando a Coréia como uma colônia. Os invasores eram bem treinados e os pegaram de surpresa.

 Tkdlivre - O que ocorreu durante os 35 anos de invasão Japonesa e quando começou a surgir os primeiros vestígios do TKD?

Os primeiros 15 anos da invasão foram os mais violentos. Os coreanos reagiram varias vezes com guerrilhas, mas não tiveram chances contra o militarismo extremo dos Japoneses que executaram assassinatos em massa, torturas, estupros, confisco de terras, experiências médicas em humanos, proibiram a lagoa e religião local, mudaram os nomes das cidades e rebaixaram os coreanos a cidadãos de segunda classe. Na segunda fase da ocupação, que foi de 10 anos, a violência diminuiu e os coreanos cresceram economicamente mesmo que politicamente não existiam, os Japoneses desenvolveram a infra-estrutura do país, indústrias, implantaram um sistema ferroviário que ligava o Norte, que se tornou o centro Industrial ao Sul, aonde se concentrava a agricultura e matéria-prima. Por fim, nos últimos 10 anos os coreanos já tinham se acostumado ao colonialismo, já havia toda uma geração que cresceu nos moldes japoneses; a única forma de oposição que os Japoneses sofriam eram protestos de colônias coreanas no exterior, em particular na Inglaterra. Nesta fase, virou costume das famílias coreanas mais ricas, e da elite, enviar os filhos para estudar em universidades do Japão, com o objetivo de terem melhores oportunidades em uma sociedade dominada pelo imperialismo japonês. Foi aí que muitos jovens coreanos começaram a aprender as artes marciais japonesas e voltaram para a Coréia com a faixa preta de caratê, marcando os primeiros passos do que viria a ser batizado de TKD por este grupo de caratecas formadores dos Kwans.

Tkdlivre - Como foi a libertação dos coreanos? E qual era a realidade do país nos primeiros anos em que o TKD começou a tomar forma?

Alcançaram a independência por um milagre que começou indiretamente com o ataque Japonês à baía de Pearl Harbor, no Havaí, forçando os americanos a entrarem na 2ª Guerra Mundial. Durante este conflito, os japoneses cometeram mais injustiças contra os coreanos, recrutando obrigatoriamente 1,2 milhões de homens para a armada imperial e usaram 400 mil mulheres como escravas sexuais para o exército, muitas das quais raptadas. No fim, os USA explodiram 2 bombas atômicas e, como conseqüência da derrota japonesa, a Coréia foi libertada por pura sorte. Foi no meio desta confusão que o TKD teve suas verdadeiras origens; os Kwans começaram a surgir em 1944, com o Chung Do Kwan, fundado por Lee Won Kuk que tinha aprendido caratê enquanto estudava no Japão, e que chegou a treinar diretamente com o Sensei Funakoshi, fundador do Shotokan.

Tkdlivre - Pode-se afirmar então que os outros Kwans também surgiram nesta época?

Os outros Kwans foram fundados logo em seguida pelos jovens caratecas, os quais voltaram para uma nação que novamente mergulhava no caos econômico, causado desta vez pela evacuação dos milhares de japoneses que lá viviam controlando o país. Novamente os coreanos foram pegos de surpresa; não estavam preparados para a independência, o que abriu as portas para ditadores políticos, assassinatos, guerra civil, repressão e um forte movimento nacionalista que influenciou nas historias milenares inventadas mais tarde para esconder a verdadeira origem japonesa do TKD. No meio de tanta confusão surgiu o comunismo na parte norte do país, dando origem a guerra da Coréia, em 1950, matando mais de 5 milhões de habitantes, dividindo a península em Coréia do Sul, apoiada pelo USA, e Coréia do Norte, uma enorme base militar comunista. A divisão teve um terrível impacto na economia dos dois novos paises, pois o Sul precisava do Norte e vice-versa. De um lado estava a matéria-prima, e do outro as indústrias.

Tkdlivre - Como a historia fictícia de 2 mil anos causou os problemas técnicos e a didática defeituosa no ensino do TKD?

A farsa histórica ocasionou a ´falsa tradição` e isso fez com que ficássemos desnecessariamente carregando nas nossas costas, desde as décadas de 40 e 50, as partes que compõem a estrutura do caratê, de nada servem para o TKD; os Katas (Poomse) e Kihon (Samboderios) não têm nenhuma ligação técnica um com o outro dentro do TKD, e muito menos com a maneira que nos movimentamos e lutamos. Os chutes e as regras de luta foram a única parte do TKD que tomaram forma inovadora, autentica e revolucionaria; tudo mais foi copiado e acabou ficando descaradamente preso no currículo com novos nomes e pequenas modificações. Os elementos componentes da estrutura técnica são incompatíveis uns com os outros; não fazem sentido juntos, não se complementam, pois não se desenvolveram naturalmente com o passar do tempo e por isso não se encaixam. A primeira vista, o TKD é uma luta distinta com identidade própria: protetores de tronco, luta contínua, pontapés circulares, duplos, triplos... é fácil de identificar. Porem, debaixo do capuz, carrega uma enorme bagagem japonesa: os Katas, Kihon, quebramentos, defesa pessoal e até a filosofia foi copiada. Esta foi a razão pela qual, nas décadas anteriores, vários mestres se depararam com a estranha situação de que o material técnico das faixas tinha tendência a ser unicamente utilizado para os exames de graduação; existia no ar uma sensação de abandono destas técnicas.

Tkdlivre - Você poderia fazer uma comparação entre a didática de ensino do caratê Shotokan e da WTF, pois muitos taekwondistas têm conhecimento limitado de outras lutas?

Os Katas (Poomse) são essenciais para o Caratê; são a parte central; tudo gira em torno e tem inicio nestes movimentos. O carateca iniciante aprende 2 Katas: ´heian shodan` e ´heian nidan`, que ensinam ao faixa branca e amarela os fundamentos básicos de luta, como a movimentação em base, o soco direto e as defesas baixa, media e alta, além do pontapé frontal. Estes movimentos do próprio Kata são os mais usados nos combates de caratê. Em seguida, o aluno começa a praticar o Kihon (Samboderios), que são os mesmos movimentos dos Katas, porém com um adversário atacando e defendendo em series combinadas, desenvolvendo a noção de distancia e timing, qualidades necessárias para a etapa seguinte, que é o Kumite (Kyrugi). Uma coisa vai se encaixado na outra em uma didática de ensino que não existe no TKD, o qual por sua vez não tem parte central e nem partes que se encaixam. Se observarmos a relação entre um seguimento e outro, nada faz sentido; o Poomse não tem absolutamente nada a ver com o Kyrugi e os Samboderios não tem nada a ver com nada. Três coisas que foram colocadas juntas sem nem uma conexão técnica, quanto mais cientifica. O valor de uma é irrelevante e desnecessária para a outra. O treinamento do TKD enfatiza a luta como parte central, simplesmente porque é o único seguimento que nos dá a “ilusão de autenticidade”, visto ter se desenvolvido em uma direção que nos distancia totalmente do caratê. O resto do aprendizado, nada oferece para a luta. Na verdade, atrapalha. Nos últimos anos eu observei o Judô, Jiu Jitsu, Box Tailandês, a Capoeira e o Wrestiling, comprovando a continuidade técnica que existe em cada um destes estilos.

Tkdlivre - Fale-nos destas conexões com os guerreiros Hwarang e Tea Kyon?

Quase não existiram artes marciais dentro da Coréia antes do século XX, a não ser umas poucas escolas de estilos chineses. Também não existem documentos que provem as historias dos guerreiros Hwarang. Pesquisas nas bibliotecas do governo coreano provaram a escassez de recordes. O pouquíssimo encontrado os descreve como uma ´divisão do exercito especializada no uso de arco e flecha`. Nos livros e apostilas da WTF, constam até ´juramentos` para aparentar uma imagem equivalente aos Samurais do Japão. O Tae Kyon por sua vez também não fez nenhuma contribuição ao desenvolvimento do TKD. A palavra Tae Kyon começou a ser recordada nos documentos do governo coreano, na transição dos séculos XVIII e XIX, como um jogo rural praticado pelas classes mais baixas da população, em que o objetivo do jogo era derrubar o adversário com uma pesada no tórax. Eram usados passos laterais e frontais como uma ginga que relembra um pouco a Capoeira, o Tae Kyon nunca foi um sistema de luta, na realidade faz parte do folclore coreano e, entre a população pobre, eram comuns pequenas apostas em dinheiro para ver quem derrubaria o adversário.

Tkdlivre - A identidade do taekwondo estaria então diretamente ligada ao Tae Kyon?

Este jogo é desesperadamente citado pelos coreanos como o antecessor do TKD, mas nunca existiram provas concretas a não ser especulações e contradições que só fazem com que a WTF perca mais credibilidade e se sujeite ao ridículo. A teoria do Tae Kyon só daria ao TKD menos de 150 anos de existência, pois não existem recordes de Tae Kyon além dessa margem de tempo. E levantaria outras questões: De onde apareceram os kimonos japoneses, que usavam antes, faixas, Poomse, quebramentos e Samboderios?

Tkdlivre - O General Choi realmente inventou o TKD?

O faixa preta 2 Dan de caratê Shotokan, Choi Hong Hee, egoisticamente se intitulou o único fundador. Na verdade, o TKD não foi inventado por uma pessoa, e sim foi o resultado de inúmeros acontecimentos, confusões e da mescla do nacionalismo e orgulho coreanos com o ódio aos japoneses, impedindo aos coreanos reconhecerem a verdadeira origem. O General Choi tinha uma posição política que o permitia estar à frente daquele projeto que reuniu os caratecas coreanos, políticos e militares, unidos na farsa em que cada parte dependia igualmente da outra. Portanto, todos devem ser reconhecidos como fundadores. Na famosa reunião dos anos 50, em que se decidiu usar o nome TKD através do voto, todos os que votaram são igualmente fundadores. O General Choi esteve por trás das muitas manobras necessárias para o surgimento do TKD; foi o arquiteto do projeto. Porém, sem a aprovação e trabalho das outras partes, não se concretizaria; e no fim ele não deu o reconhecimento merecido aos outros e tentou o tempo todo aparentar que foi o único fundador e que fez tudo sozinho.

Tkdlivre - Qual era o plano inicial de fundação da ITF?

A ITF foi criada em 1966 pelo General Choi para servir como veiculo de exportação do TKD para o exterior. E o negocio já começou estranho. Como uma entidade tão nova já possuía, em tão pouco tempo, mestres com as graduações de 6 e 7 Dans para enviar aos paises, inclusive ao Brasil? O General montou um esquema maravilhoso para atrair os jovens instrutores, que nesta época tinham fortes raízes técnicas com seus devidos Kwans. Eles faziam um ´supletivo` com o General em que aprendiam umas formas recém inventadas, que nunca chegaram nem a ser praticadas na Coréia... Era a versão exportação. No fim recebiam uns Dans a mais nos novos diplomas da ITF; pagavam por um certificado de Instrutor Internacional que vinha acompanhado de um visto no passaporte. A transação nada mais era do que a venda de um território colonial a ser explorado, com a condição de que mandassem o dinheiro dos diplomas de faixas pretas para a Coréia. Essa foi a razão pela qual os antigos mestres da ITF tinham técnicas bem diferentes uns dos outros. Na verdade, a ITF não tinha mestres, e sim recrutava os mestres dos diferentes Kwans. Era uma jogada de negócios.

Tkdlivre - Qual era o nível cultural destes Instrutores Internacionais, visto que muitos vieram para o Brasil enviados pela ITF e logo depois pela WTF?

Alguns destes indivíduos fizeram trabalhos excelentes, que merece o nosso respeito, reconhecimento e nossa admiração. Outros tiveram atuações vergonhosas. Um bom número destes, ´Instrutores Internacionais`, era soldado raso, semi-analfabeto e ignorante que pularam no barco inventado pelo General Choi para não terminarem os dias como faxineiros na Coréia, escondidos por trás destes diplomas e da ilusão que existe no ocidente sobre mestres orientais. Alguns deles se deram bem e chegaram inclusive a ocupar cargos de ´Presidente de Confederações`. Mas como não deixaram de ser ignorantes, hoje só fazem atrapalhar e prejudicar o desenvolvimento do TKD nos paises alheios.

Tkdlivre - O que deu errado para o General Choi e para a ITF?

O General Choi tinha uma mentalidade comercial e passou duas décadas correndo de um lado para o outro tentando convencer os militares, mestres, políticos e acabou dando certo. Conseguiu o apoio fundamental do presidente Rhee Syngman e finalmente, quando o plano começou a funcionar, cometeu o erro de se desentender com o novo governo do presidente Park Chung Hee e acabou perdendo tudo. O político Un Yong Kim acabou ocupando o lugar que ele sempre sonhou. Quando o General se deu mal, os Instrutores Internacionais pularam fora da ITF, pedindo filiação ao governo coreano, ou seja, a WTF. Como a invenção da ITF deu certo, a nova entidade manteve o mesmo esquema, enviando os Instrutores Internacionais. Só que agora traziam aquelas apostilas mentirosas que nos fizeram decorar nas décadas passadas e estão sendo repassadas para as novas gerações. Como todos sabem, uma mentira repetida mil vezes vira verdade. O destino do General foi passar o resto da vida no papel de vitima injustiçada, rodeada pelos seus fieis discípulos que mergulharam no fanatismo e transformaram a ITF em uma seita que vive falando mal da WTF e que chamam o TKD Olímpico de falso. Mas agora se sabe que a ITF é mais falsa ainda. E o pior de tudo é ver brasileiros brigando por estes problemas coreanos.

Tkdlivre - Por que o presidente da WTF foi parar na cadeia?

O Un Yong Kim é um intelectual. Foi embaixador da Coréia, na Inglaterra e nos USA. Este supremo ex-presidente da WTF também era um grande picareta e por isso esta na cadeia. Ele esteve envolvido em todo tipo de escândalo e corrupção. Foi processado nos USA por fraude, mentir para o FBI; foi acusado no envolvimento dos resultados irregulares de diversas lutas de TKD nas Olimpíadas; foi processado em 1997 por tentar desonestamente a aprovação de uma lei olímpica que obrigaria todos os paises a usar um novo uniforme e protetores de TKD fabricado pelo seu filho; foi expulso do comitê olímpico porque estava comprando votos para sua possível eleição como presidente do COI, alem de fraudes no imposto de renda e falsificação da historia milenar do TKD. Este 10º Dan difundiu o TKD no mundo, mas também foi o rei da pilantragem. Ele serve de exemplo para ´abrir os olhos` dos que se deixam levar por alguns 9º Dans que andam por ai enganando os trouxas que acreditam cegamente nestas leis hipócritas de hierarquia.

Tkdlivre - Por que o caratê nunca conseguiu chegar às olimpíadas?

A mentalidade do Japonês foi a razão pela qual o caratê nunca conseguiu ser incluído no programa olímpico. A arte das mãos vazias se difundiu pelo mundo na forma de inúmeros estilos, independentes uns dos outros. Muitos destes estilos se desenvolveram na mesma época e em regiões do Japão, mas não aceitam a unificação. O japonês é um povo extremamente preso às tradições. Esta rígida cultura que os identifica é também uma barreira que impede e dificulta mudanças mínimas em costumes. Só na ilha de Okinawa existem mais de mil estilos diferentes de caratê. Alguns são praticados unicamente e, exclusivamente, por certas famílias, por varias gerações. Outros estilos mais difundidos sofreram novas divisões nas ultimas décadas e geralmente se separam em “tradicional” e “esportivo”. Quem acompanha o caratê moderno tem conhecimento da WKF, que é fortíssima na Europa; possui um circuito competitivo de alto nível e desenvolveu o programa que mais se encaixaria como esporte olímpico. Fizeram várias mudanças organizacionais e técnicas. Englobaram diferentes tipos de Caratê e inclusive adotaram os princípios de chutes totalmente copiados do TKD, em que se levanta o joelho na frente antes de chutar, ao contrario do antigo sistema tradicional, que levantava o joelho atrás fazendo um enorme circulo na trajetória percorrida pelo qual atrasa o golpe; a WKF possui um estilo fluido e dinâmico, e aprendeu a chutar com o nosso TKD.

Tkdlivre - Que diferenças você vê nas competições e nos campeões de hoje e nos de 30 anos atrás?

Quando eu iniciei o TKD, era ensinado no formato arte marcial. Usávamos poucos protetores e os socos faziam parte do treinamento. Depois virou exclusivamente esporte de competição. Agora, vem a próxima geração que vai praticar o TKD videogame, controlado por um computador e protetores eletrônicos. Estamos iniciando uma fase em que não haverá necessidade para a existência dos mestres. Lentamente perderão terreno para os preparadores físicos e treinadores esportivos. Os discípulos agora são atletas, o praticante do TKD moderno está se tornando mercenário. O sonho Olímpico e a fama se transformaram nos objetivos mais importantes da prática. Serão menos fieis ao professor e trocarão de academia como de roupa. O importante é ganhar um título. Para cada nova geração de taekwondistas as coisas estão ficando mais difíceis. Hoje, para alguém perseguir o sonho olímpico, tem que se tornar membro de um supertime e ter um superpreparador físico. É quase impossível chegar neste nível, treinando com o grupinho da academia. E no fim das contas, fica dependente de políticas esportivas, juizes desonestos e da própria sorte. É quase como jogar na loteria. Essa nova era da informação e da internet também esta diluindo a imagem que o publico tinha do atleta campeão, nos anos 80 e inicio dos 90. Quando alguém ganhava um titulo mais importante, era falado e relembrado por anos. Hoje em dia o sujeito pode se tornar campeão pan-americano em Fevereiro mas, se perder em Junho, é possível que em Novembro já esteja esquecido. Os campeões estão perdendo o valor que tinham e os seus feitos esportivos com vida cada vez mais curta. São tantos campeões e tantas competições hoje em dia que o sujeito mal comemora o seu titulo, já aparece outro campeão para distrair o publico…olha tem outro campeão…quem vai ser o próximo…? Alguém lembra quem era o ultimo…? A não ser que façam algo realmente incrível e inédito, como ganhar 3 olimpíadas. O publico esquece rápido, o campeão de hoje não consegue mais viver de uma vitória internacional. Na verdade, tem que ganhar pelo menos 10. Ele está sofrendo uma cobrança do publico que o obriga a provar que é o melhor a cada 6 meses. O campeão está se tornando descartável!

Tkdlivre - Qual a sua conclusão final sobre tudo isto?

A verdadeira historia do TKD é muito mais interessante e dramática do que a fictícia. Mesmo com tudo de errado que aconteceu para os coreanos, eles conseguiram dar a volta por cima e o TKD se tornou a luta mais praticada do planeta; ultrapassou o caratê e hoje é esporte Olímpico. É difícil acreditar que um pequeno grupo de jovens, em uma remota e desconhecida nação, na década de 40, conseguiria desenvolver uma arte que sobreviveria tragédias e alcançaria o sucesso e prestigio internacional. Sei que a verdade é desagradável para muitos dos meus colegas, principalmente aos colegas coreanos. Não tenho a intenção de desrespeitar, mas sim esclarecer a verdade para podermos trabalhar melhor, entendendo realmente quem somos. A verdade é sempre melhor, mesmo que seja dolorosa. No fim, sempre crescemos mais. Os mestres coreanos, que nos ensinaram, não tiveram culpa do que aconteceu; é fácil entender que foram vítimas do destino e que raciocinaram com a lógica daquela época. Se estivéssemos no lugar deles, possivelmente teríamos feito o mesmo. No geral temos que reconhecer o trabalho dos mestres pioneiros. Ocultaram um segredo, como um segredo de família que muitos de nos temos. Na verdade, estamos no mesmo barco. Quando eu ouvi tudo isso pela primeira vez, também fiquei chocado. Mas valorizo e respeito tudo o que ocorreu. Reconheço o TKD como um símbolo de vitória de uma nação, inclusive símbolo da minha própria vitória pessoal!

Tkdlivre - Você poderia nos citar algumas fontes de pesquisas para que os brasileiros possam obter mais informações?
Foram inúmeras as fontes de pesquisa. Citarei algumas que podem ser encontradas em inglês:
´A Modern History of TKD` (Korea), por Kang Won Sik e Lee Kyong Myong; ´TKD an Historical Appraisel` (USA) pelo Ph.D Robert Dohrenwend; ´La Chronique d’Henry Plee` revista Caratê (Franca); ´The Evolution of TKD from Japanese Caratê` (USA), por Eric Madis; ´Antology of Fighting Arts` (Canada) pelo Ph.D e TKDista brasileiro Carlos Eduardo Loddo; o livro ´The Koreans` (Inglaterra), escrito por Michael Breen; jornal ´Los Angeles Times` (USA), reportagem ´TKD Corrupção`, dentre muitos outras.

 

O desporto de alto rendimento, polarizado entre a Copa de Futebol, e os Jogos Olímpicos, triparte-se com novo foco, de intensa atração, dos Jogos Marciais - First SportAccord Combat Games, em Beijing, China, de 24 de agosto a 4 de setembro de 2010.

Mais de mil atletas, homens e mulheres representando o melhor de 13 artes marciais, selecionados criteriosamente por suas respectivas Federações Internacionais, participaram de competições e demonstrações especiais, em evento marcado por intensa programação cultural: Aikido (80 atletas), Box (80), Judo (80), JyuJitsu (96), Karate (80), Kendo (80), Kickboxing (84), Muaythay (88), Sambo (96), Sumo (96), Taekwondo (64), Wrestling (96) e Wunshu (72). Detalhes e critérios, clique aqui.

 

Não era, exatamente, o que o Governo Chinês pretendia. O país sede pode introduzir desportos e pretendiam que o Wushu participasse dos Jogos de Beijing, em 2008.

Na década de 60, nos Jogos de Tóquio, o Japão introduziu o Judô, que, a partir dali, teve grande difusão, sendo incluído no currículo de educação física em todo o mundo.

O Karate, apesar de muito mais tradicional e difundido que o Judô, demorou décadas para desenvolver e unificar regras afastando os riscos de lesões nas competições. Era muito segmentado, conservando o caráter iniciático das artes marciais em sua origem, quando o mestre só ensinava seu filho ou um discípulo, rigorosamente selecionado. Isso provocou centenas de Escolas / Estilos de Karate.

Em 1988, com impressionante demonstração na cerimônia de abertura, a Coréia introduziu o Tae Kwon-Dô.

As melhores escolhas dependem de informações de qualidade e um esforço consciente para as compreender, trabalho que consome tempo e energia. Contudo, a cultura de superficialidade dissemina falsas relações de causa e efeito: “Artes Marciais fomentam a violência”. Isto está distante da realidade, e talvez, por isto, Peter Payne, no título da obra, associe Artes Marciais aos mitos e mistérios.

Apesar de prepararem para o combate, as Artes Marciais desenvolvem o caráter pacifista:    Aprender a arte de lutar molda a tranqüilidade. O aprendizado desenvolve o Ki, capacidade de fluir a energia, a paz interior, e o poder de cura, como ilustra a pag.86, do livro citado:

           Forte   é quem   vence sem lutar, 

   mesmo tendo o  poder de vencer lutando...

Crenças infundadas tem obstado o progresso das Artes Marciais. Ainda assim, constituem a segunda modalidade de atividade física mais praticada no planeta. Isso explica porque, apesar de sua importância, estão acontecendo entraves, tanto à sua participação nos Jogos, quanto, no Brasil, à regulamentação profissional, conheça os detalhes clicando aqui.

 Farta literatura mundial indexada e com credibilidade no meio científico, a prática de modalidades que envolvem artes marciais não é prejudicial á saúde, independente da idade de quem pratica.” médico Roberto C. Arena de Souza

No livro “Samurai, o Lendário Mundo dos Guerreiros”, Stephen Turnbill,   Doutor em História, graduado pela Universidade de Cambridge, intitula a conclusão de “O Paradoxo da Tranqüilidade”.

Arquiteto, Helio Riche Bandeira, por vocação, há décadas ensina Artes Marciais. Graduou-se professor de educação física, e leciona na melhor escola da Capital gaúcha, o Colégio Militar de Porto Alegre. Disponibilizou seu trabalho de mestrado sobre os benefícios da prática de Artes Marciais na educação. Acesse-o na íntegra clicando aqui.

Há duas décadas, a BBC londrina decidiu produzir documentários sobre os grandes mestres das Artes Marciais, e mandou Howard Reid e Michael Croucher, seus principais repórteres. Visitaram India, China, Japão, e Filipinas, descobrindo sobre o Aikido, Bojutsu, Eskrima, Hsing-I, Kalaripayit, Karate, Kendo, Kung-Fu, Marma Adi, Naguinata-Dô, Pa-Kua, Shorinji Kempo, Tai-Chi.

Após editar as reportagens, descreveram suas experiências sobre a intrigante constatação de que a prática de uma habilidade mortal auxilia a alcançar a iluminação espiritual.      A preparação para a luta propicia uma paz interior, como registraram no livro: "O Caminho do Guerreiro, o Paradoxo das Artes Marciais”: Os mais exímios lutadores do mundo, são pacifistas, éticos, disciplinados, tranqüilos, e dotados de extraordinário grau de percepção. Assista os documentários da BBC, através do quadro abaixo, clicando aqui ou nos links abaixo:

 

Aplicações e  Técnicas

Karate

Artes Marciais

Tai Chi Wunshu Kung Fu

Lutas

Seiza  importância da meditação

º

P

Para realizar grandes sonhos necessitamos  [ [ [ Grandes sonhos! [Hans Seyle]

Direito Desportivo primazia da UFRGS em países de língua portuguesa:

http://www.estig.ipbeja.pt/~ac_direito/ddesportodisciplinas.html

 

Disciplina aberta a alunos de outras Faculdades, matricule-se acessando o

Departamento de Controle e Registro Discente da UFRGS Decordi documentos necessários:

http://www.prograd.ufrgs.br/aluno/mobilidade-estudantil-1/ingresso-de-discente-visitante

 

Professor LUiZ Roberto Nuñes PADilla Especialista em Processo e Direito Desportivo

Em que consiste ser Professor?

Plano de Ensino,   Planos de aula e Blog

Currículo Lattes      Vídeos no YouTube[

 

Direito Desportivo

Teoria Geral dos Processos

Prática de Processo

Outras pesquisas jurídicas, livros e teses &

88888 88888888

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              12345 6

Retornar à página de Direito Desportivo

Futebol                   Jogos Olímpicos

Idolatria no Esporteó      Compare à Idolatria na política ó

Bibliografia e legislação desportivas

Do contrato e da relação de Trabalho na inspirada análise de

Gibran Khalil Gibran sobre o Trabalho em “O Profeta”

Tradução primorosa de Mansour Chalitta e interpretação de Tôni Luna clique aqui

Ou copie para seu navegador o endereço:  www.padilla.adv.br/desportivo/trabalho.mp3

 

Construindo  1üMMM 1 Mundo Muito Melhor                Proteja o pensamento da manipulação:

Viva mais e melhor, com saúde, descobrindo o que a indústria da doença oculta de você.

As 7 chaves do Código de Leonardo da Vinci

Porque do bairrismo contra a Cultura Gaúcha?

Meditar e perguntaró  Aprenda mais e melhoró

Clóvis û, Athos û exemplos de gran-Mestres da histórica e secular Faculdade de Direito da UFRGSB

Direito Desportivoó

 

          

Sabedoria é ultrapassar o conhecimento e atingir a simplicidade:

Sabedoria das  decisões judiciais &

Sabedoria no Princípio Universal da Evolução N

Sabedoria na Ética àF J

Sabedoria na fusão ciência & espírito ÿ

Sabedoria em ser Mestre e Discípulo um do outro N

Sabedoria na harmonização do Crença e Ciência ÿ

Sabedoria no caminho da perfeição na simplicidade Shibumi J 

Sabedoria na evolução cultural þ

Sabedoria no uso da Linguagem, instrumento do Jurista N

Sabedoria Quântica da Dualidade opostos complementares [   

Desenvolvimento Intuitivo ó  Apometria  è Alívio Espiritualista Passesÿ

Vamos construir 1 MMM?

Eu me pergunto se és capaz de destinar Imposto de Renda para as crianças ou para os velhinhos carentes?

Evite armadilhas na internet C

Reconstruir a realidade ó mudar o mundo J

ONDA da IMAGINAÇÃO difundida por Quem somos nós?

Advocacia Pública

Love my pets  õ

Bebês, crianças e adolescentes com necessidades especiais, na Kinder  C  

Visitante nº Contador *Aperfeiçoando-nos e construindo 1 Mundo Melhor nosso site está em permanente construção no domínio próprio desde 14 de dezembro de 2003 quando nossas páginas somavam 136.706.382 visitas. Impressionante? Em 2005 nossos Grupos Temáticos ultrapassaram 50 BILHõES de visitas e leituras! Conheça-os aqui ó

Contato com o professor LUiZ PADilla e-mail luizrobertonunesos@padilla.adv.br

Telefones +55  51(2 92.5494.00 DIR2 33.08.3322

Travessa São Jacó 39/305 CEP90520320 ó  Porto Alegre RS Rio Grande do Sul Tchê  Brasil  Mapaþ

Vídeos no YouTube [

http://cev.org.br/qq/padilla
http://twitter.com/Prof_PADilla
http://padilla-luiz.blogspot.com
 http://www.linkedin.com/in/padill
http://www.facebook.com/profile.php?id=714013822
http://www.myspace.com/482548792
http://www.youtube.com/user/PADillaLuiz
 http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=1990308448905105073
http://www.viadeo.com/pt/profile/padilla-luiz-roberto-nunes-padilla.pad
 http://aiccint.ning.com/profile/PADillaLuizRobertoNunes
http://www.sonico.com/profile.php?u=62628997

 http://www.hi5.com/i?l=B_0_ekKuDWL-PADilla
http://pt.netlog.com/PADilla_Luiz
http://br.octopop.com/padilladv
http://www.videolog.tv/Padilla

http://www.tagged.com/padilla

http://www.padilla.adv.br/prof

http://pad1lla.spaces.live.com
http://vimeo.com/pad