O paradoxo das Artes Marciais desenvolveu-se na China Página em permanente construção* como nós!

Das Lutas e Artes Marciais na China:

  Forte   é quem   vence  sem  lutar, 

        mesmo tendo o  poder de vencer lutando...

A China, a mais duradoura civilização, foi destroçada pelos sociopatolobistas, que disseminaram o uso de entorpecentes, para lucrarem (semelhanças com a sociedade contemporânea?):

Fora da China, no início do Século XX, o desporto de alto rendimento se tornava o maior evento social. O esporte espetáculo polarizou-se entre o “amadorismo profissionalizado” do Olimpismo, e o “profissionalismo amadorístico” dos jogos com bola, como o Futebol.

Décadas depois, desenvolvem-se as Lutas e Artes Marciais. Após a Guerra, em Okinawa, os americanos maravilharam-se com a eficiência da técnica de luta nativa, e disseminaram sua faceta competitiva. Assim como o refrigerante mais conhecido, o Karate não necessitou de propaganda para se espalhar pelo mundo todo.

Isso facilitou que, na década de 60, nos Jogos de Tóquio, o Japão introduzisse no sistema olímpico e currículos de educação física de todo o mundo o Judô, modalidade criada décadas antes. O Karate não pode participar porque dividido em centenas de escolas e estilos com intensa rivalidade e carecendo de regra de competição, que demorou décadas para desenvolver.

Esse espaço – no sistema olímpico - foi habilmente aproveitado: Técnicas do Karate adaptadas, temperadas com um pouco de cultura coreana misturada com ficção, formaram milhares de professores que o governo de Seul enviou para os principais centros urbanos, de todos os países importantes, exceto, por motivos óbvios, o Japão. Aproveitando o marketing da arte rival, apresentavam-se como o “karate coreano”. Em uma década, havia federações organizadas em quase todos países e – com impressionante demonstração na cerimônia de abertura, o Tae Kwon-Dô foi introduzido nos Jogos Olímpicos, onde permanece. Alguns, qualificam de a farsa desportiva do Século XX. Outros, congratulam os artífices pela habilidade com a qual a Coréia vingou, do Japão, todos períodos de dominação. Aliás, isso só confirma a farsa; uma cultura marcial não parece verossímil em um país que passou por tantos períodos de dominação. O TaeKwonDo consolidou-se, mudou o perfil do mundo do esporte, dos negócios, e, ele mesmo, mudou, fracionado em estilos.

Taijiquan pratique no Parcão, em Porto Alegre:

Se o tempo estiver estável, venha conhecer e praticar TaijiQuan, no Parque Moinhos de Vento, em Porto Alegre, sem qualquer necessidade de investimento, ou inscrição. A participação é totalmente gratuita.

  Um ocidental que não conhece, pode se enganar diante dos movimentos, que lembram uma coreografia em slow motion. Contudo, constitui um poderoso instrumento para encontro do SER com o NÃO-SER do Taoísmo, transcendendo ao plano corporal com a energia fluindo em harmonia:

"Junte-se à força do Cosmo,

onde a energia flui incessantemente.

Deixe o Tao entrar em si,

eis a natureza do Taiji."

Inspirados na manobra do país vizinho, a China – que passava por uma lenta recuperação, queria introduzir, nos Jogos Olímpicos, o Wushu ou Taijiquan, grafia moderna do Tai-Chi Chuan ó “a arte de estar sempre jovem.

Receando os percalços enfrentados pelo Karate, o Governo Chinês mostrou poder político e sistematizou o Taiji, unificando todas as linhas, escolas e estilos 2.000 mestres, num único “Kati”, de 24 movimentos, que preparam o indivíduo no domínio da mente sobre o corpo, correspondente aos katas, das Artes Marciais Japonesas; e aos Yong, das Coreanas. Ao serem executados os movimentos, a arbitragem atribui pontos, conforme a correção da técnica e a virtuose das seqüências de movimentos e o Ki. Em avaliação desportiva, apresenta semelhança com apresentações de ginástica olímpica.

 

Taiji integra o Wushu, popularizado no ocidente como “Kung Fu” – som que representa sabedoria. Confúcio é latinização do nome do sábio TZU,  Kung-Fu-Tzu significa "venerável mestre". Em 2012, a UFRGS inaugurou o Instituto Confúcio, em acordo com a Universidade de China.

Pratique Taijiquan no Parcão, em Porto Alegre!

O nascimento das Artes Marciais:

A história das Artes Marciais chinesas apresenta versões que remontam milênios; outras, contam que teria derivado do Kalaripayit, que o monge Bodidharma aprendera em perigrinação pela Índia, e o ensinou aos monges do templo Shaolin, dos quais se apiedou por sofrerem constantes assaltos, que os obrigava a sobreviver (até então) na maior penúria.  Ao aprender a técnica, os monges rechaçaram todos ataques e esse estilo de aprender a se defender se tornou famoso e, espalhando-se, foi sofrendo alterações e transformações, adaptações dos praticantes. Até chegar a um arquipélago japonês, contudo, mais próximo do litoral da China do que do restante do Japão, Okinawa, onde originou o Karate.

O Kalaripayit teria se originado da Mesopotâmia, conforme vestígios arqueológicos que remontam milênios, quando a onda de desenvolvimento criou o ambiente necessário ao desenvolvimento das artes marciais, da sabedoria aplicada à observação da natureza e dos movimentos eficazes, dos animais, transplantados para o equipamento humano, para desenvolvimento e aplicação do “ki”, a energia interior.

Movimentos circulares, coordenados com a respiração. Mais do que a força bruta mecânica: Desenvolve capacidade de fazer fluir a energia interior. A seqüência dos movimentos são contínuas, delicadas e circulares, desenvolve o alongamento do corpo e ativa a circulação, além de relaxar musculatura porque pouco usa força física e sim o fluxo da energia interior.

Algumas referências bibliográficas sobre o Ki, poder de curar e artes marciais:

Associação Gaúcha de Taijiquan http://www.taijiquan.com.br/

Tai Chi Chuan Arte Marcial, Técnica da Longa Vida, Catherine Despuex, Ed. Pensamento, tradução Otávio Cajado, 1981.

O Livro Básico do Tai Chi, Paul Crompton, Ed. Pensamento, tradução Alípio Ccorreia F. Neto, 1990.

Tai Chi Chuan e meditação, Da Liu, Ed. Pensamento, tradução Rubens Rushe, 1986.

Tai Chi Chuan para Saúde, Martin e Emily Lee e Joan Johnstone, Ed. Pensamento, tradução Euclides Luiz Calloni, 1989.

Técnicas Básicas do Tai Chi Chuan, Marco Natali, Ed. Tecnoprint AS, 1988.

Tai Chi Chuan uma variação do Kung Fu, Academia Chinesa de Artes Marciais, Ed. Ícone, tradução Rosina D’Angrina, 1995.

Qi Gong, Acupuntura, Ioga, Exercícios Físicos Modernos e Científicos, O caminho da energia, chi kung, Lam Kam Chuen, Ed. Manoele, tradução Dinah de Azevedo, 2000.

Chi Kung para saúde e vitalidade, Wong Kieew Kit, tradução Mirtes Franges de O Pinheiro, 1997.

Swasthia Yoga, DeRose, Ed. Ioga Chikitisa, Lea Mello, Ed. Novo Milênio, 1978.

Mantenha-se em forma, tradução de Roberto Raposo, Ed. Tecnoprint, 1981.

Seu corpo de A a Z, exercícios de saúde, Dr. Willibald Nagler, Phd

Acupuntura, Felix Mann, Ed. Hemus, 1994.

A cura pelo Stress, Kenneth Ccooper, Phd, Ed. Record, 2000.

Ginástica, Bohmil Kos, Direção da Deutscher Turn-Verbander, Rda, Ed. Estampa, 1978.

O Tao da educação, Dr. Luzia Maria da Silva Lima, Ed. Agora, 2000.

Reabilitação Funcional Respiratória, Andrés Clariana Vives e Andrés Clariana Pal, Ed. Pancast, 1988.

http://en.wikipedia.org/wiki/Chinese_martial_arts

 

O paradoxo das Artes Marciais

Peter Payne, associando Artes Marciais aos Mitos e Mistérios (capa, ao lado), salienta que, apesar de preparar para o combate, molda desenvolve o caráter pacifista e desenvolve o Ki, a capacidade de fluir a energia com paz interior, desenvolvendo o poder de cura, como ilustra a p. 86:

Karate

Tae Kwon Do

Capoeira uma das 30 modalidades de luta criadas no Brasil

Seiza  importância de meditar

Expoentes do Wushu é Paula Amidani, nascida em Brasília, 1982. Integra a Seleção Brasileira desde 1996, foi eleita melhor atleta internacional de Wushu PWF em 2000, recebeu mais de 600 Medalhas de Ouro em competições:

º

Para realizar grandes sonhos necessitamos  [ [ [ Grandes sonhos! [Hans Seyle]

 

 

 

 

Professor LUiZ Roberto Nuñes PADilla

Especialista em Processo e Direito Desportivo

Linhas de Pesquisa:

1 MMM       uM Mundo Muito Melhor:

Para realizar grandes sonhos

[Hans Seyle] necessitamos grandes sonhos!

Presidente do TJD-FGK, STJD-CBMTT e SINDIPLAM-RS

1 Direito Desportivo

2 Teoria Geral dos Processos

3 Práticas de Processo

4 Transdisciplineridade, outras teses e publicações

Martial Arts are a healthy sport. It´s good for the body, mind, spirit. It teachs how to be a much better person.
Meanwhile it has one of the best regulations of tournament.
Although is a fighting sport, the competitions has few casualties.

Em que consiste ser professor?

Clóvis e Athos exemplos dos grandes Mestres da Faculdade de Direito da Ufrgs

Construa 1 MMM   uM Mundo Muito Melhor:                                           O Movimento ACORDAR consiste no despertar do torpor instalado pela acultura da superficialidade egocêntrica. Paradoxos, valores invertidos e sobrecarga de informações irrelevantes, incompletas e distorcidas entorpecem: Os sociopatolobistas querem impor uma vida imediatista, alheia as conseqüências: Ressuscitaram o pior hábito da decadência do Império Romano, Carpe dien.  O medo de não haver futuro alicia uma atitude antiecológica de viver até o esgotamento. A maioria das pessoas bem intencionadas é anulada sendo jogadas, umas contra as outras, enquanto são bombardeadas com falsas crenças como "felicidade é um direito!" ou "já nascemos prontos!". Valha-nos o Prof. Dr. Mário Cortella, orientando e braço direito, por 17 anos, até o falecimento do 46 vezes doutor Paulo Freire, o Patrono da Educação Brasileira, Lei 12.612/2012.

Bom humor ecológico é Empowerment:   ajuda a vivermos mais e melhor!

 Piadas discriminatórias, bullying para destruir cultura e manipular uns contra outros!

Exemplo:  Difamar a cultura gaúcha facilita padronizar o consumo.

Não acredite,  teste!

Bilhões em jogo Futebol atividade física mais praticada no Mundo

Jogos Olímpicos

Paradoxo das Artes Marciais a 2ª atividade + praticada e a que + cresce.

 

Crianças e adolescentes com necessidades especiais ajude a Kinder

 

Saúde:    Cuidado com a “indústria da doença” .

Seja a mudança que quer ver no Mundo! (Gandhi) visitante nº Contador Site em permanente construção,  Aperfeiçoe-se e construa 1 Mundo Melhor. Em 14.12.2003 os trabalhos precursores deste site registravam 136706382 visitas. Em 2005, os news somavam + de 50 BILHõES de acessos quando o provedor Grupos.com desativou o contador automático.

Contato com o Professor Luiz Roberto Nuñesos PADilla   e-mail e MSN:    luizrobertonunesos@padilla.adv.br

Telefone +55  51( 92.5494.00 DIR2 33.08.3322 Departamento de Direito Privado e Processo Civil

CEP 90046-900 UFRGS Faculdade de Direito Campus Centro Porto Alegre RS Rio Grande do Sul Tchê  Brasil  Mapa

http://cev.org.br/qq/padilla

Currículo Lattes

http://www.linkedin.com/in/padill

http://twitter.com/Prof_PADilla

http://www.myspace.com/482548792

http://www.facebook.com/padillaluiz

http://padilla-luiz.blogspot.com

http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=1990308448905105073

http://www.viadeo.com/pt/profile/padilla-luiz-roberto-nunes-padilla.pad

http://aiccint.ning.com/profile/PADillaLuizRobertoNunes

http://www.sonico.com/profile.php?u=62628997

http://www.hi5.com/i?l=B_0_ekKuDWL-PADilla

http://www.videolog.tv/Padilla

http://pt.netlog.com/PADilla_Luiz

http://br.octopop.com/padilladv

http://www.tagged.com/padilla

http://pad1lla.spaces.live.com

http://vimeo.com/pad