Página em permanente construção*

Para realizar grandes sonhos necessitamos[[[ Grandes sonhos! [Hans Seyle]

Aperfeiçoando-nos construímos 1 ümelhor

A consciência é como um para-quedas:

...só funciona aberta:

 

Muitos milhões de livros foram escritos, na maioria trazem interessantes visões de seus autores mas é impossível ler todos. Então, torna-se interessante listar a centena mais importante:

 

5000 a.C - I Ching - Nome original Yi Jing (China) O livro das mutações - Fu Hsi "et alli"  - O I Ching é a base da sabedoria chinesa, um conjunto de estudos analisando o mundo e o homem, passando por tudo, da astronomia à matemática. O Livro das Mutações é a obra sagrada e milenar sobre esse ensinamento, que tem como um dos objetivos o auto-conhecimento. É mais famoso no mundo ocidental por ser um oráculo (ensina dois rituais, um com moedas e outro com varetas para que o leitor o consulte com perguntas), o que de fato é, mas não apenas. Para entender o I Ching devemos primeiro absorver o significado desses termos. Na China antiga, o nome de uma coisa não era considerado apenas um rótulo, mas “uma expressão do ser”. A designação “I” é um símbolo (ou “ideograma”) de máxima importância na sabedoria chinesa. Significa mutação, que é o centro do pensamento chinês: tudo é mutável, menos a própria mutação, e é constante, e isso demonstra a essência da vida. “Ching” quer dizer clássico, ou seja, a tradução em português mais literal da obra seria “O Clássico das Mutações”. Inicialmente o livro tinha mais símbolos do que palavras, o que exigia uma interpretação rigorosa. Ao longo do século, diferentes sábios acrescentaram textos explicativos, que facilitam a vida do leitor, embora restrinjam o significado Mais puro dos símbolos. Os tais símbolos são os 64 hexagramas (figuras  formadas por 6 linhas) compostos a partir da combinação de 8 trigramas que representam os estados essenciais da natureza e do Universo. Cada um deles vem com um “Julgamento” acompanhado de outros textos interpretativos da figura e no que seus significados podem se desdobrar. A estrutura do livro tem várias ramificações, entretanto sua linguagem não é difícil. Pelo contrário, busca a simplicidade. Mas para isso o leitor tem que entrar no espírito dos orientais e não buscar respostas rápidas ou superficiais. O próprio I Ching ensina isso e o oráculo pode “se negar” a responder a sua pergunta. A tradição atribui a um ser mítico de nome Fu Hsi  a criação de toda a base da sabedoria da China, representada na escrita pelo I Ching. Fu Hsi teria estudado o céu, a  terra, os organismos e nomeado os Kua (cada símbolo), com seus traços e representações simbólicas antes da dinastia Chou (1150 a. C.-249 ª C.), por volta de 5000 ª C. Posteriormente, textos foram acrescentados pelo rei Wên (escreveu os trechos de “Julgamento”) e pelo duque de Chou (“Linhas”) já na dinastia homônima. As chamadas “Dez Azas” foram escritas pelo famoso sábio Confúcio, responsável pelo nome “Ching” da obra. Quem trouxe o livro O Livro das Mutações para o mundo ocidental foi o tradutor alemão Richard Wilhelm, em 1923, depois de quase 10 anos de trabalho. È uma das mais importantes obras do mundo e provavelmente a mais antiga já divulgada. Os chineses foram pioneiros em organizar métodos para a busca do auto-conhecimento, e sua a sabedoria é até hoje sólida referência da cultura oriental.     Conheça o maior sábio chinês clicando aqui ÿ

1500 a.C - Bíblia quer dizer “coleção de livros”: ao todo são 66 ou 73 livros (na versão adotada pela Igreja Católica), reunidos na forma como conhecemos hoje somente a partir do século 4 d. C. Divididos em Velho e Novo Testamento, datados de antes e depois de Cristo, respectivamente, foram escritos em hebraico, aramaico e grego. Por isso não há um título original para a Bíblia, palavra que ganhou tradução em quase todos os países do planeta. O livro conta muitas histórias, desde a criação do mundo até a vida e morte de Jesus. Fala de profecias como o Apocalipse, sobre o fim do mundo; traz poesia, como os Salmos; contém leis, especialmente nos 5 primeiros livros, que formam a Torah dos judeus; tem cartas aos primeiros cristãos. Os assuntos narrados ali são em boa parte ligados a datas e a personagens comprovadamente históricos-embora haja citações que dependam exclusivamente da fé para serem aceitas como reais. A mensagem da Bíblia prega que o homem, criado por Deus- Ser espiritual e Todo-Poderoso-, tem total liberdade para aceitar ou rechaçar a salvação oferecida por Jesus. A Bíblia foi escrita por inúmeros autores, que viveram mais ou menos entre os séculos 16 a . C. e 1 d. C. Alguns escreveram apenas um livro, outros escreveram uma porção, como o apóstolo Paulo, autor de 13 cartas do Novo Testamento. Há livros cuja autoria é desconhecida e escritores tão diversos quanto um rei (Davi, autor dos Salmos), um médico (Lucas, autor de um dos evangelhos e de Atos) e um pescador (Pedro, que escreveu três cartas do Novo Testamento). Na Bíblia estão contidos os fundamentos de uma das principais religiões do mundo, o cristianismo, adotado por cerca de 20% da população mundial. A base para outra grande religião, o judaísmo, também esta lá, no Velho Testamento, chamado de Bíblia Hebraica. O calendário mundial foi alterado por causa de Jesus, conhecido por meio da Bíblia, que foi ainda o primeiro livro da história  a ser impresso, por Johannes Gutenberg. É considerado o livro mais lido, traduzido e distribuído de todos os tempos, podendo ser encontrado em mais de 2000 línguas e dialetos diferentes. Veja a verdadeira história por trás das lendas que nos contaram clicando aqui ÿ

Séc. 8 a.C - Ilíada e Odisséia Nome Original Illyas/Odysseia (Grécia Antiga) Autor Homero, lembrando que, em 753aC, foi fundada Roma lendariamente atribuída a Rômulo e Remo, gêmeos amamentados por uma loba... e em 721 a.C houve a Diáspora Judaica iniciada com as expulsões assírias, espalhando-se pelo mundo. “Canto, ó deusa, a cólera de Aquiles”  é o verso inicial e o tema central de Ilíada, que em seus mais de 15000 versos relata a fúria do herói Aquiles, filho de uma deusa e um mortal, e suas trágicas conseqüências na Guerra de Tróia, na qual mata Hetor, o filho do rei de Tróia. Odisséia conta as difíceis aventuras que enfrenta Ulisses, rei de Ítaca, e seu retorno para casa após a guerra, onde o esperam sua esposa Penélope, e o folho, Telêmaco. Homero foi um dos primeiros poetas da Grécia antiga. Pouco se sabe sobre sua vida, mas calcula-se que tenha nascido por volta dos séculos 8 ou 9 a. C. Pelo menos 7 cidades gregas disputam a honra de ter sido seu berço. Já houve até quem questionasse a própria existência do poeta. São os dois maiores poemas épicos da história, considerados o início da literatura narrativa ocidental. Tiveram enorme influência nas manifestações da arte, da literatura e da civilização do Ocidente, e seus personagens e sagas se tornaram símbolos a sínteses de toda a aventura humana.

Séc 8 a.C - Upanishads - Autor anônimo

Séc. VI a IV a.C - Helênica - Pré-Socráticos: Rompendo com o mundo místico-religioso, buscavam o princípio material de todas as coisas, denominado physis (Tales de Mileto, Pitágoras, Heráclito, Parmênides, Anaxímenes, Empédocles, entre outros); -Atomistas: Leucipo e Demócrito; -Sofistas: Protágoras, Hípias e Górgias; -Cínicos: Antístenes Diógenes; -Sócrates: Sócrates é considerado o marco da filosofia. A partir dele, ela abandona suas preocupações com o mundo físico e volta-se mais para a reflexão metafísica e moral; -Platão: Principal discípulo de Sócrates, Platão é um dos pilares da filosofia ocidental. Para ele existiam dois mundos: o sensível (onde nós vivemos) e o mundo das idéias. Esse mundo só é acessível para a alma; -Aristóteles: Foi discípulo de Platão, mas não concordava com a existência de um mundo superior, voltando sua atenção para a realidade sensível e para as ciências da natureza.

Séc.6 a.C - Analectos - Confúcio

Séc.5 a.C - História da Guerra do Peloponeso - Tucídides

Séc.5 a.C - Édipo Rei - Sófocles

Séc.5 a.C - Tratados Hipocráticos - Hipócrates de Cós

Séc.5 a.C - História Heródoto

Séc.5 a.C - Tao Te King - Laozi ou Lao Tsé

Séc.IV-II a.C- Helenística: -Ceticismo: Pirro de Elis; -Platônicos: Arquelau e Carnéades; -Epicuro: Influenciado pelos atomistas, acredita que "todo o desejo incômodo e inquieto se dissolve no amor da verdadeira filosofia" e que o "essencial para a felicidade é nossa condição íntima"; -Estoicismo: Zenão de Citium, Cleanto, Crisipo, Panécio e Possidônio

Séc.4 a.C - A República - Platão - Lembrando que em 399 a.C houve a condenação de Sócrates - Acusado de renegar os deuses e corromper a juventude, morre ao ser obrigado a beber cicuta.

Séc.4 a.C - Metafísica - Aristóteles

Séc.4 a.C - Carta sobre a Felicidade (A Meneceu) - Epicuro

Séc.4 a.C - Mahabharata - Vyasa

Séc.4 a.C - Elementos - Euclides

Séc.4 a.C - Dhammapada - Siddharta Gautama, O Buda

Séc.1 a.C - Eneida - Virgílio

Séc.2 a.C - 5a.C - Greco-Romana: -Estoicismo: Epíteto, Sêneca, Marco Aurélio e Cícero; -Epicurismo: Lucrécio; -Neo-Platônicos: Plotino e Porfírio; -Santo Agostinho: Marca a transição entre a filosofia greco-romana e a filosofia medieval. É um dos principais responsáveis pela influência do mundo antigo sobre o cristianismo.

Ano 0 - Era Cristã Nasce Jesus Cristo em Belém (Cisjordânia) iniciando o calendário que passou a ser praticamente universal

Séc.4-397 Confissões - Santo Agostinho

Séc.5-15 Idade Média, quando a filosofia – como tudo mais - tornou-se prisioneira da teologia, não passando de um mero apêndice da religião. Mesmo as produções mais originais não puderam fugir da “ciência de Deus”. Os árabes tiveram um importante papel na preservação e renascimento da filosofia de Alfarabi, Avicena, Averróes, Boécio, Santo Anselmo, Abelardo, Maimônides, São Tomás, Guilherme de Ochkman, Duns Scot e Roger Bacon.

Séc.6-529 - Corpus Juris Civilis - Justiniano

Séc.7-610 - Corão - Maomé

800 - Leão 3° coroa Carlos Magno - início do novo Império do Ocidente, tornando-se mais tarde o Santo Império Romano

Séc.13 -1266 Suma Teológica - São Tomás de Aquino

Séc.13 - Cabala - Rabi Shimon bar Yohai

1298 - As Virgens ou O Livro das Maravilhas - Marco Polo

Séc.13 - Livro das Mil e uma Noites - Autor Anônimo

Séc.14 -1308 - Divina Comédia - Dante Alighieri

1332 - O Cancioneiro - Francesco Petrarca

1337- Início da Guerra dos Cem Anos- França e Inglaterra, durou 116 anos

1350 - Decameron - Giovanni Boccaccio

1375 - Prolegômenos - Ibn Khaldun

Séc.15 -1410 - Yamago Mundi - Pierri D'Ailly

1453 - A conquista de Constantinopla - tomada a capital do Império Bizantino pelos turcos otomanos marca o fim da Idade Média

1492 - A chegada de Colombo à América em 12 de outubro, ele descobre a América ao chegar nas ilhas Lucaias, Cuba e Haiti

Séc.16 - Maquiavel: pensador político renascentista. Seu livro o Príncipe traz importantes reflexões acerca do poder e dos poderosos.

-Thomas More: A Utopia inspirado na República, de Platão, o autor pensa uma sociedade ideal, em um livro que também aproxima a filosofia da política.

-Montaigne: Influência do pensamento antigo: céticos, estóicos epicuristas

-Francis Bacon: Partidário do método experimental, ele estabelece uma teoria da indução e nova classificação das ciências.

-Erasmo: humanista holandês, autor do Elogio da Loucura, foi opositor ferrenho da intolerância religiosa e defensor da paz.

Séc.16 - Diários da Descoberta da América - Cristóvão Colombo

1509  - Do Cativeiro Babilônico da Igreja - Martinho Lutero

1532  - O Príncipe - Nicolau Maquiavel

1532 -  Gargântua e Pantagruel - François Rabelais

1536 - Institutos da Religião Cristã - João Calvino

1543 - Da Revolução das Órbitas Celestes - Nicolau Copérnico

1580 - União das coroas ibélicas - A Península Ibérica é unida quando o rei espanhol Felipe 2° assume o trono de Portugal

1580 - Ensaios - Michel Eyquem de Montaigne

1584 - Acerca do Infinito, do Universo dos Mundos - Giordano Bruno

1600 - Hamlet - William Shakespeare

Séc.17 - Pascal e a especulação lógica na ciência.

-Hobbes - O Leviatã: Na área da ciência política, é o referencial da passagem do pensamento político para a teoria do Estado Moderno. Suas reflexões relacionam o Homem, o Estado e a Sociedade.

-Spinoza: Ética: defende a idéia 

Séc.17- 1605 Dom Quixote - Miguel De Cervantes de Saavedra

1619 - A Harmonia do Mundo - Johane Kepler

1620 - Novum Organum - Francis Bacon

1632 - Diálogo sobre os Grandes Sistemas do Universo - Galileu Galilei

1637 - Discurso sobre o Método - René Descartes

1651 - Leviatã - Thomas Hobbes

1670 - Tartufo - Molière

1687 - Princípios Matemáticos da Filosofia Natural - Issac Newton

1689 na Inglaterra a Revolução Gloriosa consolidou a supremacia do Parlamento

1702 - Livro do Conselho - Rec. por Frei Ximénez

1714 - A Monadologia - Gottfried Wiheim Leibniz

1719 - Robinson Crusoé - Daniel Defoe

1739 - Tratado da Natureza Humana - David Hume

1751- Enciclopédia - Org. por Denis Diderot e Jean D'Alembert

1774 - Os Sofrimentos do Jovem Werther - Johann Wolfgang Goethe

1776 - Senso Comum - Thomas Paine

1776 - Independência dos EUA - Baseadas nos ideais liberais as 13 colônias americanas se libertam do poder da Grã-Bretanha

1776 - A Riqueza das Nações - Adam Smith

1781 - Confissões - Jean-Jaques Rousseau

1781 - Crítica da Razão Pura - Immanuel Kant

1789 - Revolução Francesa - Liderada pela burguesia, marca o início da Idade contemporânea

1798 -  Ensaio sobre o princípio da População - Thomas Robert Malthus

Séc.XIX

1807- Fenomenologia do Espírito - Georg Wihelm Friedrich Hegel

1812 - A Peregrinação de Childe Harold - George Gordon Byron

1815 Exército do Imperador Napoleão foi derrotado na batalha de Waterloo, na Bélgica, pela Inglaterra

1830 Revolução liberal na França, burguesia revoltada contra Carlos X° inspira toda Europa a defender suas causas

1831- O Vermelho e o Negro - Stendhal

1832 - Da Guerra - Carlos Von Clausewtz

1835 - As Ilusões Perdidas - Honoré de Balzac

1838 - Oliver Twist - Charles Dickens

1839 na China Guerra do Ópio conflito causado pela exportação de ópio àquele país pela Grã-Bretanha

1848 - Manifesto Comunista - Karl Marx e Friedrich Engels

1849 - A Desobediência Civil - Henri David Thoreau

1855 - Folhas da Relva - Walt Whitman

1857- Madame Bovary - Gustave Flaubert

1857 - O Livro do Espíritos - Allan Kardec

1857 - As Flores do Mal - Charles Baudelaire

1859 - A Origem das Espécies - Charles Darwin

1866 - Crime e Castigo - Fiodor Dostoievski

1866 - Experiências sobre Híbridos das Plantas - Gregor Johnann Mendel

1868 - em Londres lanternas verdes e vermelhas organizam o fluxo de carruagens e pedestres; em 1914 os sinais teriam luzes elétricas na cidade norte-americana de Cleveland; em 1917 foi acrescentada a luz amarela, completando o Semáforo, nome do grego antigo "sema", sinal, com "phoros", forma utilizada para transmitir mensagens em tabuletas. No Rio de Janeiro é sinal, em Brasília semáforo, farol em São Paulo. Na cidade sergipana de Itabaiana, um jornal local publicou anúncio oferecendo emprego para Operador de Paresiga.

1870 - Vinte Mil Léguas Submarinas - Júlio Verne

1885 - Assim Falou Zaratustra - Friedrich Nietzsche

1889 - Dom Casmurro - Machado de Assis

1900 - A Interpretação dos Sonhos - Siegmund Freud

Séc.20 -1910 - Tratado da Radioatividade - Marie Curie

1913 - Em Busca do Tempo Perdido - Marcel Proust

1914 - O Processo - Franz Kafka

1914 Primeira Guerra Mundial na qual França, Inglaterra e Rússia lutam contra a expansão germânica

1916 - Fundamentos da Teoria da Relatividade Geral - Albert Eistein

1917 ocorreu a Revolução Socialista baseada nas teorias de Marx e Engels, Lennin e os bolcheviques implantam o Socialismo na Rússia

1921 - Tipos Psicológicos - Carl Gustav Jung

1922 - Ulisses - James Joyce

1927 - Ser e Tempo - Martin Heidegger

1928 - Nadja - André Breton

1928 - Orlando - Virgínia Woolf

1929 - Quebra da Bolsa de Nova York

1936 - A Obra de Arte na Era de sua Reprodutividade Técnica - Walter Benjamim

1936 -Teoria Geral do Emprego, do Juro e da Moeda - John Maynard Keynes

1943 - O Ser e o Nada - Jean-Paul Sartre

1949 - O Segundo Sexo - Simone de Beauvoir

1949 - O Aleph - Jorge Luis Borges

1949 - 1984 - George Orwell

1951- O Apanhador no Campo de Centeio - J.D Salinger

1953 - Investigações Filosóficas - Ludwig Wittgestein

1954 - As Portas da Percepção - Aldous Leonard Huxley

1955 - Tristes Trópicos - Claude Lévi-Straus

1957 - Pé na Estrada - Jack Kerouac

1966 - Livro Vermelho  - Mao Tsé-tung

1981- Simulacros e Simulação - Jean Baudrillard

1988 - Uma Breve História do Tempo - Stephen Hawking

1991- Boris Yelsin promove abertura econômica. É o fim da URSS União das Repúblicas Socialistas Soviéticas

Na literatura contemporânea:

(TESE) "Como a mente funciona" de Steven Pinker

discípulo de Noam Chomsky, criador da gramática transformacional, raiz da poderosa PNL

(ANTÍTESE) "A mente desconhecida" de Jonh Horgan

 

Viaje ampliando a cultura

Há milhões de locais interessantes a conhecer, e poderás aproveitar para evoluir, veja algumas dicas clicando aqui ó

 

 

Leia revistas e assista vídeos:

Há milhares de revistas mas muitas são consumistas, visuais, só se prestando a impor padrões de comportamento que interessam aos grupos dominantes. Mas há centenas de revistas de excelente qualidade informativa onde trabalham pessoas repletas de amor ao próximo e imbuídas do desejo de construir um mundo melhor.  Algumas dicas clique aqui ó:

O mundo melhor começa dentro de nós e de nossos amigos
Convide-os para participar:                É grátis,  e só faz bem...
 
No 1º ano recebemos + de 3 milhões de visitas
Aos 30 meses,     eram 500 milhões de acessos
Com 3 anos somamos 20 BILHÕES de leituras
assinar-misticismo.ciencia@grupos.com.br
 

Veja como a mídia manipula a opinião pública clicando aqui ó.

Vamos fomentar a ética ? clique aquièÿ

Uma plantinha precisa de luz e não consegue desenvolver à sombra de árvores frondosas. Da mesma forma, a criatividade é afogada num dilúvio de informações. Audiovisuais fabulosos entorpecem os sentidos... Durante o divertimento, necessário para esquecer os problemas da luta pelo sustento, empulham o que os patrocinadores querem vender, induzindo ao consumismo e hábitos não saudáveis: Um padrão de vida  formatadinho:  o que vestir e comer,  até mesmo o modo de falar, de consumir. A submissão tolhe a criatividade do indivíduo que vislumbra apenas um sentido na vida: A busca do prazer, que reforça o consumismo. Constate a padronização ocorrida no Brasil na segunda metade do Séc.XX clicando aqui

Em pleno Séc.XXI, ainda há medo do novo, do diferente, e uma energia focalizada em manter os padrões. Conheça a força da energia coletiva clicando aqui

 Por que as pessoas espertas podem ser tão tolas? Qual a natureza da estupidez ? Clique aqui

Viva muito mais  e  melhor :

Preserve a saúde física com vitaminas e aminoácidos.    A água absorve vibrações e energia.       Saiba o que a indústria (da doença) oculta de você clique aqui R

Proteja seu pensamento e sua energia.  Aprenda como funciona o poder e se liberte da manipulação clique aqui N

O receio de mudanças reforça sentimentos atávicos, primitivos e até retrógrados.   Numa linguagem poética,  o medo é "medieval".     Vença o seu lado primitivo.   Supere os medos e receios... Vídeo de 4 minutos estimula e resgata o potencial evolutivo:  cada segundo vale a pena clique aquièÿ ou cole o endereço no seu navegador:    www.padilla.adv.br/prof/mude.exe

Para a página Alma Alegre clique  aqui 

Importância dos esportes na sociedade clique  aqui

Sucesso é habilidade de ir de 
...fracasso em fracasso
...sem perder o entusiasmo.
 
Alma Alegre é... cultivar BOM HUMOR 
- nossos objetivos ficam menos distantes.
Sorrindo para a vida. Ela retribui...
-> Alma Alegre - bem humorados vivemos mais e melhor 
assinar-alma.alegre@grupos.com.br
Alma Alegre não veicula humor machista
Para isto, foi criado um grupo especial:
       Macho Alegre diverte-se com o feminismo
                -> site oficial da APoMaDa
Associação dos Pobres Machos Desamparados
Entidade de defesa dos direitos da minoria oprimida pelos avanços feministas
assinar-macho_alegre@grupos.com.br

                                                              Homens x Mulheres ?

A eterna e divertida luta dos sexos: clique aqui

OUTROS news letters temáticos (média de uma mensagem mensal):

 

Causos e pérolas, a melhor do mês:

assinar-anedotario@grupos.com.br

 

Novo ramo, o Direito Desportivo:

assinar-direito_desportivo@grupos.com.br

 

Artes Marciais e filosofia oriental:

assinar-karate_goju@grupos.com.br

 

Exigindo Ética na política:

assinar-luz_sobre_trevas@grupos.com.br

 

A ciência e o espiritual fundindo-se na nova sabedoria:

assinar-misticismo.ciencia@grupos.com.br

 

Vamos construir 1 Mundo Melhor ?

assinar-mundo.melhor@grupos.com.br

 

Semeando idéias, Pensamos melhor quando trocamos idéias...

assinar-pensando@grupos.com.br

 

Notícias selecionadas mensalmente do Mundo Jurídico

assinar-processo@grupos.com.br

 

Voluntariado e Ação Social contribuindo para 1 Mundo Melhor

assinar-rotarymoinhosdevento@grupos.com.br

 

  Para receber atualizações desta página clique aqui

Ou envie e-mail para assinar-mundo.melhor@grupos.com.br

 

Centenas de Teses Jurídicas novidades toda semana clique aqui ó

Histórica Faculdade de Direito da UFRGS e sua importância clique aqui ó

Orientação aos alunos + Programa das Disciplinas clique aqui ó

Juristas completos:  Exemplo de Athos clique aqui û e Clóvis clique aqui û

Conheça nossas páginas, e os variados enfoques da Sabedoria:

è Sabedoria aplicada à elaboração das decisões judiciais clique aqui &

è Sabedoria no Princípio Universal da Evolução clique aqui ó

è Sabedoria na Ética à clique aqui F J

è Sabedoria na fusão do espiritual + material clique aqui ÿ

è Sabedoria em sermos Mestres e Discípulos uns dos outros clique aqui ó

è Sabedoria no reencontro do Místico e Ciência clique aqui ÿ

è Sabedoria de Confúcio clique aqui

è Sabedoria no caminho da perfeição na simplicidade Shibumi  clique aqui ÿ   

è Sabedoria na evolução cultural clique aqui þ

è Sabedoria no uso da Linguagem, instrumento do Jurista clique aqui ó

è Sabedoria no Princípio da Dualidade os opostos complementares clique aqui  

História do Futebol e Idolatria no desporto clique aqui ó

Novo ramo o Direito Desportivo clique aqui ó

Ligações entre místico e desportivo clique aqui ó

Filosofia e prática das Artes Marciais clique aqui C

Meditar e perguntar clique aqui ó  Aprenda mais e melhor clique aqui ó

Viver mais e melhor com saúde e bom humor clique aqui ƒ

Lutando pela dignidade na Advocacia Pública clique aqui

Desenvolvimento Místico clique aqui ó  Apometria clique aqui è

Grupo Espiritualista Casa de João Pedro clique aquiÿ

Visitante nº Contador *Aperfeiçoando para construir 1 Mundo Melhor este site está em permanente construção no domínio próprio desde 14 de dezembro de 2003 quando nossas páginas somavam 136.706.382 visitas.   Impressionante?  No primeiro semestre de 2005 nossos Grupos Temáticos ultrapassavam 50 BILHõES de visitas! Conheça-os clicando aqui ó

Contate o professor Luiz Roberto Nuñesos PADilla ó luizrobertonunesos@padilla.adv.br

Apresentação e fotos do Professor Padilla clique aqui