<script src="http://www.gmodules.com/ig/ifr?url=http://www.google.com/ig/modules/translatemypage.xml&up_source_language=pt&w=160&h=60&title=&border=&output=js"></script> Professor PADilla * UFRGS

Página em construção *

 

Para realizar grandes sonhos [ necessitamos grandes sonhos. [Hans Seyle]

Ensino, a arte de aprender e de ensinar

Inspiração de Gibran Khalil Gibran Gibran Khalil Gibran “O Profeta” com primorosa tradução de Mansour Chalitta e interpretação de Tôni Luna clique aqui

Ou copie para seu navegador o endereço:  www.padilla.adv.br/prof/ensino.mp3

 

 

Mestres e discípulos

uns dos outros

Todos somos,   sempre aprendendo

 

Aprender e Ensinar

Definição de Professor ?

 

 Humano com vocação de

    compartilhar o pouco* que sabe

        como contribuição para a

           construção de um mundo melhor

 

 

  Estimula os alunos a PENSAR o Direito

 

 * Quanto mais aprendemos,

          maior a consciência de haver

                muito mais que

                    ainda não conhecemos...

 

 

Normas de Graduação na UFRGS clique aqui D

Código Disciplinar Discente regra conduta dos alunos clique aqui D

Quem cola não sai da escola... clique aqui J

Legislação Acadêmica? Clique aqui http://www.prograd.ufrgs.br/legislacao

Calendário Acadêmico clique aqui http://www.prograd.ufrgs.br

Método de avaliação clique aqui <

 

 

Importância do aprendizado.

Aprendizado ou aprendizagem é o ato ou efeito de aprender. Reter na memória, tornar-se apto ou capaz de alguma coisa em conseqüência de estudo, observação, experiência, advertência, etc. É o vértice da sabedoria.

Aprender é habilidade inerente ao ser humano. Envolve a aquisição de conhecimento e o desenvolvimento das capacidades intelectuais, à medida que se adquire conhecimento, desenvolvem-se capacidades intelectuais, como compreender um novo conhecimento, aplicá-lo, analisá-lo, generalizá-lo, capacidades fundamentais para independência do pensamento. Tanto o aprendizado quanto o desenvolvimento de habilidades intelectuais têm importante fator em comum: a interação com a realidade.

Pontes cognitivas

Interagimos com a realidade a partir dos “esquemas” de nossa bagagem de conhecimentos (adquiridos por meio de aprendizado), ajustados, corrigidos ou modificados através de “pontes cognitivas”, colocando o conhecimento novo à nossa disposição. Um texto ou um professor são exemplos de pontes cognitivas, que nos permitem estabelecer relações adequadas entre o conhecimento novo e o que já conhecemos.

 

As Universidades foram concebidas como laboratórios de novas idéias e assim comportaram-se até que a inflação de novos cursos de Direito na década de noventa* – sem que houvesse professores em quantidade suficiente para atender à demanda,   transformou aulas em monólogos cansativos.

*De um total de 215 cursos de Direito avaliados em 2003, apenas 28% obtiveram o "selo de qualidade"  conferido pela instituição. São 60 cursos considerados de boa qualidade em 22 Estados e no DF. Em 2001, a OAB avaliou 176 e recomendou 52 cursos em 21 Estados e no DF.

O Rio Grande do Sul comparece com apenas quatro Faculdades de Direito - três são federais: FURG, Fundação Universidade de  Rio Grande, instituição federal na qual professor Padilla lecionou de 1989 a 1990; UFSM,  Universidade Federal de Santa Maria; UFRGS Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Porto Alegre) e a única particular a URI Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (sede em Frederico Westphalen).

Embora o número de cursos de boa qualidade tenha aumentado, a OAB avalia que a situação chegou ao "nível de escândalo nacional". Os dados mais recentes do INEP/MEC mostram que já são 762 os cursos de Direito existentes no País, concentrados em alguns poucos Estados.

A OAB nacional avalia que "São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul têm excesso de oferta de vagas, enquanto Estados do Norte e Nordeste têm carência delas".

No último triênio (2001/2003), desprezando os argumentos da Comissão de Ensino Jurídico do Conselho Federal da OAB (CEJU), que opinou favoravelmente à criação de apenas 19 novos cursos de Direito, o Conselho Nacional de Educação autorizou a criação de 222 novos cursos. Segundo a Ordem, "esse descompasso ocorre, sobretudo, porque o CNE não leva em conta a necessidade social de criação do curso".

Para o presidente da Comissão, Paulo Roberto de Gouvêa Medina, muitas autorizações concedidas pelo CNE chegam a ser “desarrazoadas”.

Segundo a metodologia utilizada, foram objeto de análise os cursos em funcionamento há pelo menos nove anos, ou seja, a partir de 1995.

Assim, cursos de Direito abertos de 1996 em diante não têm condições de figurar na avaliação. A relação dos cursos recomendados não constitui um ranking de escolas ou cursos, mas apenas uma indicação daqueles que, no estágio atual, foram considerados "merecedores do selo de qualidade pela regularidade de desempenho, observada ao longo de certo período". Fonte: Espaço Vital, 27 de janeiro de 2004.

As vezes deparamo-nos com alguém a discursar, fazendo de conta ser professor,  enquanto os alunos fingem aprender.          Também pudera:    Repassar ao corpo discente matérias constantes das Leis e manuais é repetição enfadonha daqueles.       Os alunos não têm estímulo para comparecer em sala aula porque, além da didática de entristecer,  a ausência a tais vias crucis pode aumentar as chances de aprovação:       O professor que não pratica o pensar em sala de aula só pode cobrar mera demonstração de memorização pura e simples da “matéria” ministrada – reprodução da legislação e doutrina. Melhor fará o aluno ao estudar diretamente nas fontes...

Esse método  de ensino, de apreensão passiva do conhecimento transmitido pelo professor,  sem indução ao raciocínio reflexivo, serve apenas aos propósitos de estudantes que raramente assistem às aulas – cena lamentavelmente cada vez mais comum nas Faculdades de Direito.   Para que assistir à aula ? Basta fotocopiar o material “apreendido” por um único aluno presente à aula, ou estudar no manual adotado, e estará preparado para prestar as provas porque – na sala de aula, não houve aprendizado, aconteceu apenas uma leitura de texto...

Os curso jurídicos necessitam revisão da própria mentalidade dos professores, induzindo prática metodológica que convertam alunos em participante efetivo do processo de ensino do Direito, e pensadores jurídicos.

O Paradigma educacional emergente existe, qualidades da prática de ensino diversificadas, com respeito à autonomia e sólida postura ética do docente: Preparar o aluno para o exercício da cidadania e da solidariedade, exigências imprescindíveis para o bacharel em Direito cumprir a sua digna função social. 

O compromisso do Professor é propiciar condições para o aluno PENSAR como um jurista.

Apesar disto e por tudo isto:

Ser professor é viver na Vitrine e levar pedrada...

Se ...

É jovem, falta-lhe experiência;

É velho, está superado.

Não tem automóvel, posa de coitado;

Tem automóvel, ostenta um luxo que não pode manter.

Fala em voz alta, reclamam que só grita na sala;

Fala em tom normal, reclamam que não da para escutar o que fala em classe.

Conversa depois das aulas com as alunas, é um garanhão e fica dando em cima das alunas;

Não conversa depois das aulas com as alunas, é um homossexual.

Não falta às aulas, é “Caxias”;

Falta, por qualquer motivo, é turista.

Conversa com outros professores, está malhando os alunos;

Não conversa, é desligado, orgulhoso.

Dá muita matéria, é um carrasco;

Dá pouca matéria, é um banana.

Brinca com a turma, é metido a engraçado;

Não brinca com a turma, é um chato.

Chama a atenção, é um grosso;

Não chama a atenção, não sabe se impor.

A prova é longa, não dá tempo.

A prova é curta, tira as chances dos alunos.

Corrige nas provas, não respeita a individualidade do aluno

Atribui a nota sem riscar os erros, não indica ao aluno onde errou

Escreve muito, não dá tempo de explicar a matéria.

Explica muito, não passa a matéria.

Fala corretamente, ninguém entende.

Fala a linguagem dos alunos, não tem vocabulário.

Repreende, é rude.

Elogia, é irônico.

Reprova a maioria, é porque persegue os alunos.

Aprova a maioria, é porque é um moleirão.

Para evoluir  é preciso mudar, deixar de fazer as mesmas coisas que sempre fizemos, porque,  sem mudar,  teremos os mesmos resultados.

Assista a um pequeno vídeo de 4 minutos  clicando aqui à ÿ 

Trabalhos do professor e ex alunos  livros texto das disciplinas clique aqui è `

Inovar, apresentação em power point de Omar Lima Dias clique aqui G

 

O Professor Empreendedor por Ilse Ana Perius Zabolostky, professora da UCS Universidade de Caxias do Sul

Quando se aproxima o outubro e com ele a data comemorada em homenagem aos professores retorna uma reflexão sobre atitude do profissional da educação. O século XXI é o século do conhecimento. Nesse campo as mudanças acontecem de forma radical, exigindo nova dimensão de valores, princípios, métodos e atitudes empreendedoras na educação.

O ensino brasileiro está passando por um processo de reformulações de projetos visando atendimento das novas Diretrizes Curriculares. Privilegiar o empreendedor profissional, para que possa desenvolver essa mesma atitude nos seus alunos. Não aceitar conhecimentos estanques, separados e isolados. Percebemos que no mundo tecnológico em que vivemos é necessário desenvolver novas competências para ensinar, exigência de um mundo que tem ritmo acelerado de mudanças. O professor empreendedor é aquele que,  apesar de acostumado às posturas tradicionais, abandona a sua posição como fonte de todos conhecimentos, e atitudes paternalistas comuns no estilo clássico de ensino.

O saber não é estoque estático de conhecimento, mas ter a capacidade de percepção do mundo, real inserido no fazer educação, permeado por múltiplas linguagens, num  contexto cultural e tecnológico maior que a escola, abrange vários outros agentes educativos.

O especialista da educação não é quem apresenta respostas (ou possíveis) mas, pelo contrário: É capaz de formular perguntas que possam desencadear os processos de criatividade, para o aluno aprenda de forma interdisciplinar e auto-suficiente, desenvolvendo eficiente método de aprendizagem. Jornal do Comércio Porto Alegre * Opinião, página 04 * Quinta-feira, 16 de Setembro de 2004.

 

 

 

 

Planos de Ensino (clique 2 vezes sobre o nome da disciplina) :

TGP - Teoria Geral dos Processos

Direito Desportivo

Prática de Processo Civil

Pesquisa Jurisprudencial e Bibliográfica

Trabalho de Conclusão de Curso

Processo Civil

 

 

Aperfeiçoando a redação 1º parte  Linguagem Jurídica clique aqui &

Aperfeiçoando a redação 2º parte        evitar 100 erros + comuns clique aqui 4

Ainda nos instrumentos do Jurista  Latim e Brocardos  jurídicos clique aqui ü

Conhecimento:       Aprenda mais rápido e melhor clicando aqui ÿ

Podemos meditar e      perguntar  ao mesmo tempo ?  clicando aqui J

O aprendizado, como funciona ?               Como é ser Professor ? clique aqui V

Legislação e Códigos atualizados:

Código Comercial

Lei nº 556, 25.6.1850

Código Civil

Lei nº 10.406, 10.1.2002

Código de Águas

Dec nº 24.643, 10.7.1934

Código Penal

Del nº 2.848, 7.12.1940

Código de Processo Penal

Del nº 3.689, 3.10.1941

Código Brasileiro de Telecomunicações

Lei nº 4.117, 27.8.1962

Código Florestal

Lei nº 4.771, 15.9.1965

Código Eleitoral

Lei nº 4.737, 15.7.1965

Código Sanitário do Distrito Federal

Lei nº 5.027, 14.6.1966

Código Tributário Nacional

Lei nº 5.172, 25.10.1966

Código de Processo Penal Militar

Del 1.002, de 21.10.1969

Código Penal Militar

Del 1.001, de 21.10.1969

Código de Mineração - Código de Minas

Del nº 227, 28.2.1967

Código de Caça - Proteção a Fauna

Lei nº 5.197, 3.1.1967

Código de Processo Civil

Lei nº 5.869, 11.1.1973

Código Brasileiro de Aeronáutica.

Lei nº 7.565, 19.12.1986

Código de Menores ECA Estatuto da Criança e do Adolescente

Lei nº 8.069, 13.7.1990

Código de Proteção e Defesa do Consumidor

Lei nº 8.078, 11.9.1990

Código de Propriedade Industrial

Lei nº 9.279, 14.5.1996

Código de Trânsito Brasileiro no Contran clique aqui R

Lei nº 9.503, 23.9.1997

Código de Conduta da Alta Administração Federal    Código de Conduta

Portaria nº 34, 8.10.2001 Exposição de Motivos nº 360, de 17.9.2000, aprovada em 17.9.2001

Exposição de Motivos nº 37, de 18.8.2000, aprovada em 21.8.2000

Resolução nº 6, de 25.7. 2001. Resolução nº 5, de 7.6. 2001.

Resolução nº 4, de 7.6. 2001. Resolução nº 3, de 23.11.2000.

Resolução nº 2, de 24.10.2000. Resolução nº 1, de 13.9.2000.

Decreto de 26.5.1999

Consolidação das Leis do Trabalho - CLT

Del nº 5.452, de 1º.5.43

Recuperação e falência do empresário e sociedade

Lei 11101/2005

 

Saites recomendados:

Imperdível ó Espaço Vital clique aqui à ¦

Âmbito Jurídico    http://www.ambito-juridico.com.br/

Banco de teses defendidas na USP (com texto)  http://www.saber.usp.br/

Banco de Teses e Dissertações da UnB Universidade de Brasília http://www.teses.cpd.unb.br/
 interessante buscador - pesquisa por termos nas áreas do conhecimento

Banco de Teses - PPGEP/UFSC http://teses.eps.ufsc.br

Biblioteca Virtual do Senado Federal, coleção Digital de livros, artigos de revista ou de jornais e obras raras http://www1.senado.gov.br/sicon/default.htm

 CAPES artigos de praticamente todas áreas http://periodicos.capes.gov.br/

Capes Periódicos Internacionais è http://www.periodicos.capes.gov.br/

Diário Oficial Pernambuco www.fisepe.pe.gov.br/cepe/diario.htm

DireitoNet Direito Comercial +de5000 sites http://www.direitonet.com.br/sites/

Dissertations Proquest +de 1,5milhão de entradas de autores americanos e europeus adicionando 47mil novas dissertações e 12mil novas teses a cada ano. As dissertações podem ser lidas e as primeiras 20 páginas podendo ser traduzidas via tradutor  http://wwwlib.umi.com/dissertations.

Negócios empresas e produtos, investimentos, estatística e indicadores http://www.eci.ufmg.br/cendon/pesquisa.htm

Imprensa Oficial de São Paulo http://www.imesp.com.br/

Lista de periódicos  http://www.blackwellpublishing.com/

UniversidadeTaubatéUNITAU   http://www.unitau.br/prppg/publica/humanas/index.htm#Volume%205%20Número%202

Segurança e saúde do trabalho http://www.saudeetrabalho.com.br/

SCIELO Scientific Electronic Library Online periódicos científicos brasileiros http://www.scielo.br

UFSC/Teses http://teses.eps.ufsc.br/Resumo.asp?1938 ou http://teses.eps.ufsc.br/Resumo.asp?1143

 

Pense  rápido:    Sabes dizer o que é Ética ?

1 Mundo Melhor faz-se com lucro equilibrado à Ética

Que futuro deseja para seus filhos? Veja o que diz um Paraninfo clicando aqui ñ

Proposta para começarmos a construir um mundo melhor em 2006  Clique aqui J

"O Direito é muito maior do que a Lei e seu objetivo deve ser sempre a realização da Justiça."  clique aqui N

Ética profissional do Advogado clique aqui J

A complicada relação advogado x cliente clicando aqui

Existe ética na Política ? Clique aqui %

O que podemos esperar quando o poder público cai nas mãos de pessoas despreocupadas com ética e o bem estar da população, conduzindo a nação por caminhos tortuosos ? Quando o mau exemplo vem de cima, dos líderes políticos e do “governo”, que além de não prestar segurança, saúde, educação, enfim, nada, ainda extorque o trabalhador com carga desumana de impostos como podemos pretender que um cidadão comum lutando por sobreviver seja ético e com seu exemplo ensinar seus filhos ? Veja o caráter desumano da carga de impostos clique aqui é

Processo Eleitoral, o Estelionato Político, a visão dos Professores da Faculdade de Direito da UFRGS Telmo Candiota, Sérgio Borja, Eduardo Aydos, etc. clique aqui N

O “teste do passar tempo” desacredita crenças, costumes, modismos e convicções falsas, fazendo renascer as verdadeiras. Certo e verdadeiro resiste ao passar dos anos, séculos ou milênios. A instituição família é certa e verdadeira, existe desde ANTES DO início das civilizações. A crença num ente superior também, permeou todas as sociedades, desde o início dos tempos, como Sócrates, Platão, Confúcio, e demais sábios da antiguidade precursores da ética clique aqui þ

O exemplo não é a melhor forma de ensinar,    mas a única.

Ética é eficazmente transmitida em exemplos da vida conheça-os clicando aqui é

Praticar ética exige sejamos humanos superando limitações animais entenda como e porque clique aqui é

Centenas de Teses Jurídicas novidades toda semana clique aqui ó

Histórica Faculdade de Direito da UFRGS e sua importância clique aqui ó

Orientação aos alunos + Programa das Disciplinas clique aqui ó

Juristas completos:  Exemplo de Athos clique aqui û e Clóvis clique aqui û

* * *

Conheça nossas páginas, e os variados enfoques da Sabedoria:

è Sabedoria aplicada à elaboração das decisões judiciais clique aqui &

è Sabedoria no Princípio Universal da Evolução clique aqui ó

è Sabedoria na Ética à clique aqui F J

è Sabedoria na fusão do espiritual + material clique aqui ÿ

è Sabedoria em sermos Mestres e Discípulos uns dos outros clique aqui ó

è Sabedoria no reencontro do Místico e Ciência clique aqui ÿ

è Sabedoria no caminho à perfeição na simplicidade Shibumi  clique aqui ÿ   

è Sabedoria na evolução cultural clique aqui þ

è Sabedoria no uso da Linguagem, instrumento do Jurista clique aqui ó

è Sabedoria no Princípio da Dualidade os opostos complementares clique aqui  

História do Futebol e Idolatria no desporto clique aqui ó

Novo ramo o Direito Desportivo clique aqui ó

Ligações entre místico e desportivo clique aqui ó

Filosofia e prática das Artes Marciais clique aqui C

Meditar e perguntar clique aqui ó  Aprenda mais e melhor clique aqui ó

Viver mais e melhor com saúde e bom humor clique aqui ƒ

Lutando pela dignidade na Advocacia Pública clique aqui

Desenvolvimento Místico clique aqui ó  Apometria clique aqui è

Grupo Espiritualista Casa de João Pedro clique aquiÿ

 

Centenas de Teses Jurídicas novidades semanais clique aqui ó 

 

Visitante nº Contador  *Aperfeiçoando para construir 1 Mundo Melhor este site está em permanente construção no domínio próprio desde 14 de dezembro de 2003 quando nossas páginas  somavam 136.706.382 visitas.  Impressiona?  No primeiro semestre de 2005 nossos Grupos Temáticos ultrapassavam 50 BILHõES de visitas! Conheça-os clicando aqui þ

Para saber mais ou candidatar-se a estágio clique aqui è ¥